Ultimas

Francisco Macedo

Notícias Regionais

Polícia

Concursos

Mundo Político

ÚLTIMOS POSTS

sábado, 20 de dezembro de 2014

Mensagem de Natal e Ano Novo de Sebastião Alencar e família



Que durante os festejos natalinos e por todo ano de 2015, os munícipes de Francisco Macedo sejam abençoados por Deus, no caminho da fé, da alegria, da felicidade e do sucesso, regados de saúde, inverno e muita paz.

São os votos de Sebastião Alencar e família.

Mensagem de Natal e Ano Novo de Nonato Alencar e família



Estamos aproximando os festejos natalinos, quando inspirados num sentimento de paz, desejamos a todos os filhos desta terra muita paz, saúde e muitas felicidades, que as bençoes do menino Jesus nos traga no ano que se aproxima muita chuva e  esperança de dias melhores.

São os votos de Nonato Alencar e família.

Fugitivo da Operação Monte Carmelo “Gadinho” é preso na cidade de Padre Marcos

Imagem - Reprodução
Uma ação conjunta das Polícias Civil de Jaicós e Picos, com o apoio do Grupamento da Polícia Militar de Padre Marcos, prenderam o homem identificado por José Fontes Caminha, vulgo “Gadinho”. O fato aconteceu na tarde desta quinta-feira, 18, por volta das 16h30, na cidade de Padre Marcos.

Gadinho é fugitivo da Operação Monte Carmelo, deflagrada em maio do corrente ano, em Picos e contra ele havia um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. Segundo o delegado Antônio Nilton, titular da Delegacia de Jaicós, o homem vinha sendo monitorado pela polícia há algumas semanas. “Gadinho costumava permanecer na cidade de Padre Marcos no período de quinta a domingo e sempre frequentava esse bar onde foi preso”, disse.

No momento da prisão, Gadinho estava jogando baralho na companhia de amigos na cidade de Padre Marcos. O mesmo estava em porte de uma quantia de 4 mil reais e que não ofereceu nenhuma resistência.

O delegado Gilberto Franklin, que também participou da ação, informou que Gadinho ainda residia em Picos, mas que durante toda semana se deslocava até Padre Marcos, onde passava alguns dias hospedado em um posto na entrada de Belém do Piauí. O delegado não apresentou maiores detalhes sobre o caso, pois não acompanha o processo e não soube precisar por quais crimes Gadinho responde. O delegado que preside o inquérito é Antônio Madson que a partir de agora dará prosseguimento com as investigações.

Participaram da prisão os delegados Antônio Nilton, da Delegacia Regional de Jaicós, Gilberto Franklin, do 2º Distrito Policial de Picos, e o subtenente Francisco Emerson, comandante do GMP de Padre Marcos.

Operação Monte Carmelo
A Operação Monte Carmelo é resultado de quase dois meses de investigação por parte das equipes de policiais civis da Delegacia Regional de Polícia Civil de Picos. A mesma tem por objetivo comprovar denúncias, individualizar condutas e autores (as) envolvidos (as) no homicídio de Carlos da Silva Rocha, 27 anos, irmão do “Coelho” encontrado morto próximo ao motel Fama. Carlos residia no bairro São José.

Fonte: Cidades na Net

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Wellington é diplomado e diz que o Piauí está no "Serasa"

O governador eleito Wellington Dias (PT) garantiu, durante sua diplomação no Tribunal de Justiça do Piauí (TJ/PI) está noite, que fará cortes a partir de janeiro e que vai trabalhar para recuperar o equilíbrio financeiro do Estado. Para o petista, o Piauí está no Serasa, ou seja, inadimplente.
"O governo está no Cauc (Cadastro de Inadimplentes), ou seja, está no Serasa. Vamos trabalhar para sair desta situação de crise. Quando assumimos o governo em 2003, o estado tambem estava no Cauc e conseguimos o equilibrio financeiro", disse Wellington Dias, ressaltando cortes na área de pessoal e custeio.

Wellington Dias disse ainda que vai trabalhar para a modernização de toda a máquina pública e reafirmou que vai fazer vistorias nas contas do estado e que vai pedir forças federais para a Segurança. Disse também que vai trabalhar pelo desenvolvimento e infraestutura do Piauí e que obras serão colocadas como prioritárias como o Porto de Luis Correia e o Aeroporto de São Raimundo Nonato

"O Piauí recebe um R$ 1 bilhão da União para distribuir entre municípios e estado. O Piauí recebeu de R$ 600 a R$ 700 milhões de contratos e precisa prestar contas", declarou.

O petista foi o primeiro a ser diplomado na solenidade. A entrega do documento foi feita pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PI), Edvaldo Moura. Em seguida foi a vez da vice Margarete Coelho; o senador leito Elmanio Férrer e os deputados federais e estaduais.
Veja lista de diplomados
Majoritário
1 - JOSÉ WELLINGTON BARROSO DE ARAÚJO DIAS, Eleito para o cargo de Governador do Estado do Piauí
2 - MARGARETE DE CASTRO COELHO, Eleita para o cargo de Vice-Governadora do Estado do Piauí
3 - ELMANO FERRER DE ALMEIDA, Eleito para o cargo de Senador


Suplentes de Senador
4 - JOSÉ AMAURI PEREIRA DE ARAÚJO
5 - MARIA ALZENIR PORTO DA COSTA


Eleitos para o cargo de Deputado Federal
6 - ATILA FREITAS LIRA
7 - FÁBIO ABREU COSTA
8 - FRANCISCO DE ASSIS CARVALHO GONÇALVES
9 - HERÁCLITO DE SOUSA FORTES
10 - IRACEMA MARIA PORTELA NUNES NOGUEIRA LIMA
11 - JOSÉ FRANCISCO PAES LANDIM
12 - JULIO CESAR DE CARVALHO LIMA
13 - MARCELO COSTA E CASTRO
14 - REJANE RIBEIRO SOUSA DIAS
15 - RODRIGO RODRIGUES DE SOUZA MARTINS


Eleitos para o cargo de Deputado Estadual
16 - EDSON DE CASTRO FERREIRA
17 - EVALDO GOMES DA SILVA
18 - FABIO HENRIQUE MENDONÇA XAVIER DE OLIVEIRA
19 - FABIO NUNEZ NOVO
20 - FERNANDO ALBERTO DE BRITO MONTEIRO
21 - FIRMINO SOARES PAULO
22 - FLAVIO RODRIGUES NOGUEIRA JUNIOR
23 - FLORA IZABEL NOBRE RODRIGUES
24 - FRANCISCO DAS CHAGAS LIMMA
25 - GEORGIANO FERNANDES LIMA NETO
26 - GESSIVALDO ISAIAS DE CARVALHO SILVA
27 - GUSTAVO SOUSA DE NEIVA
28 - HÉLIO ISAIAS DA SILVA
29 - JANAÍNNA PINTO MARQUES
30 - JOÃO MADISON NOGUEIRA
31- JOSÉ HÉLIO DE CARVALHO OLIVEIRA
32- JOSÉ ICEMAR LAVOR NERI
33 - JOSÉ PESSOA LEAL
34- JOSÉ RIBAMAR NOLETO DE SANTANA
35- JULIANA MELO FALCÃO MORAES SOUZA
36- JÚLIO FERRAZ ARCOVERDE
37- LUCIANO NUNES SANTOS FILHO
38- LUSIEUX FEITOSA COELHO
39- MARDEN LUÍS BRITO CAVALCANTE E MENESES
40- PABLO DANTAS DE MOURA SANTOS
41- ROBERT RIOS MAGALHÃES
42- RUBEM NUNES MARTINS
43- SEVERO MARIA EULÁLIO NETO
44- THEMÍSTOCLES SAMPAIO PEREIRA FILHO
45- WILSON NUNES BRANDÃO


Suplentes de Deputado Federal
46- HUGO NAPOLEÃO DO REGO NETO - 4º SUPLENTE
47- IDONEIL SANTANA MESQUITA - 5º SUPLENTE
48- JOVENILIA ALVES DE OLIVEIRA MONTEIRO - 4º SUPLENTE
49- FLAVIO RODRIGUES NOGUEIRA - 1º SUPLENTE
50- MERLONG SOLANO NOGUEIRA - 2º SUPLENTE
51- SILAS FREIRE PEREIRA E SILVA - 1º SUPLENTE
52- JOSÉ DE ANDRADE MAIA FILHO - 3º SUPLENTE
53- GILBERTO DA PAIXÃO FONSECA - 5º SUPLENTE
54- MARLLOS ROSSANO RIBEIRO GONÇALVES DE SAMPAIO - 2º SUPLENTE
55- OSMAR RIBEIRO DE ALMEIDA JÚNIOR - 3º SUPLENTE

 
Suplentes de Deputado Estadual
56- ALUÍSIO DE SOUZA MARTINS
57- ANTÔNIO FRANCISCO FELIX DE ANDRADE
58- BESSAH ARAÚJO COSTA REIS SÁ
59- CÍCERO MAGALHÃES OLIVEIRA
60- ISMAR AGUIAR MARQUES
61- JOÃO HENRIQUE FERREIRA DE ALENCAR PIRES REBÊLO
62- JOEL RODRIGUES DA SILVA
63- JOSÉ PINTO DE MESQUITA
64- LUIZ HENRIQUE SOUSA DE CARVALHO
65- MAURO EXPEDITO REIS DE FREITAS TAPETY
66- ODENI DE JESUS DA SILVA
67- RONALDO DA SILVA PRADO
68- SÉRGIO HENRIQUE DE SOUSA LOPES
69- TAZMANIA GOMES DE MEDEIROS OLIVEIRA

Fonte: Cidade Verde

Câmara aprova reajuste para STF, congressistas, Dilma e ministros

Henrique Alves, preside sessão da Câmara para apreciar o aumento dos salários de autoridades
Na reta final dos trabalhos, a Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (17) reajuste nos contracheques das cúpulas do Judiciário, Legislativo e Executivo.

Para ser confirmado, o aumento deve ser votado nas próximas horas pelos senadores, uma vez que o Congresso entra em recesso a partir de terça-feira (23).

Pelas propostas, os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), o procurador-geral, Rodrigo Janot, e os congressistas vão passar a ganhar R$ 33.763 a partir de 2015.

Por decisão do Planalto, no entanto, a presidente Dilma Rousseff e os 39 ministros terão salários menores, recebendo R$ 30.934,70.

O último aumento do Executivo e do Legislativo foi em janeiro de 2011, e elevou os salários desses Poderes para os atuais R$ 26,7 mil. O do Judiciário ocorreu em janeiro de 2013, e fez com que os vencimentos dos ministros do Supremo chegassem a R$ 29,4 mil.

Segundo o acordo, o único Poder que terá uma melhora salarial real (ou seja, acima da inflação calculada pelo IPCA, índice oficial) será o Judiciário, de aproximadamente R$ 800.

A remuneração dos ministros do Supremo representa o teto do funcionalismo. Os ministros reivindicavam uma alta de 22% passando os vencimentos para R$35, 9 mil. O valor era requerido levando em consideração a inflação desde 2009. Em 2013, o Supremo ganhou aumento, com recomposição menor do que a inflação do período.

No caso do Congresso, o crescimento fará com que os vencimentos apenas compensem a desvalorização da inflação. O impacto no aumento da folha do Congresso será de quase R$ 93 milhões por ano –sendo R$ 82.400 na Câmara, levando em consideração também os inativos e as ajudas de custo pagas aos parlamentares.

O reajuste será abaixo da inflação acumulada no período para o Executivo.

Numa tentativa de reduzir os desgastes pelo aumento das autoridades diante da promessa de turbulência na economia no ano que vem, o Planalto sugeriu colocar todos em R$ 30,9 mil.

Supremo e Congresso rechaçaram a ideia. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), afirma que a atualização para os R$ 33,7 mil leva em consideração o acumulado dos últimos quatro anos do índice oficial de inflação (IPCA). A elevação para os deputados representará uma alta de 26,33%.

O acordo foi negociado pelo presidente da Câmara com os ministros Aloizio Mercadante (ministro da Casa Civil), Ricardo Berzoini (ministro de Relações Institucionais), com o presidente do STF, Ricardo Lewandowsk, e o procurador-geral, Rodrigo Janot.

Na votação, o deputado Glauber Braga (PSB-RJ) assumiu a tarefa de reiterar falas contra o reajuste ao longo da sessão. Alguns parlamentares e a bancada do PSOL também se manifestaram contrários. Fora dos microfones, um parlamentar chegou a gritar no meio do plenário: "Quem não quiser o aumento, devolve". Não houve reação.

CASCATA
A elevação dos contracheques da cúpula do Judiciário, Legislativo, Executivo, além do Ministério Público, irá resultar em um impacto anual mínimo de R$ 2,85 bilhões aos cofres públicos.

Isso porque a Constituição estipula vinculações que desencadeiam um efeito cascata no salário de desembargadores, juízes, procuradores, promotores, deputados estaduais e vereadores.

O salário dos mais de 1.000 deputados estaduais, por exemplo, é limitado pela Constituição a 75% da remuneração dos deputados federais. O que no papel significa um teto, na prática acaba se tornando o índice oficial para o cálculo do salário.

A conta do impacto é subestimada já que não leva em conta o reflexo na remuneração dos inativos nem de assessores e servidores que eventualmente tenham vinculação salarial.

Fonte: Folha de S. Paulo

Joaquim Levy promete implementar ajuste 'firme e rápido' na economia

O futuro ministro Joaquim Levy (em primeiro plano, à dir.) em reunião da Comissão Mista de Orçamento
A nova equipe econômica vai promover um ajuste "firme e rápido" na economia, evitando postergar decisões e buscando se antecipar a problemas. Esse é o relato que o novo ministro Joaquim Levy (Fazenda) tem feito a interlocutores sobre o rumo da economia no segundo mandato da presidente Dilma.

Em suas conversas sobre sua linha de trabalho, Joaquim Levy tem dito que a ideia é seguir a lógica que predomina no setor privado. "Mudou o mercado, a firma tem de se ajustar", avalia o futuro ministro da Fazenda, conforme relatos, numa referência ao cenário atual da economia, de inflação alta, crescimento fraco e dificuldades de caixa.

Ou seja, hoje não há mais espaço para adotar a face expansionista de uma política anticíclica –aquela em que o governo busca gastar os recursos que foram poupados em períodos de bonança para fazer a economia reagir em períodos de crise.

O ajuste "firme e rápido", na visão de Levy, é a melhor forma de colocar a economia de volta aos trilhos, mas será adotado dentro da linha presidencial de "preservar a geração de emprego".

TARIFAS REALISTAS
Dentro dessa nova filosofia, a era de controle de preços, marca do primeiro mandato de Dilma Rousseff como estratégia para tentar segurar a inflação, está com os dias contados –ainda que algum represamento de preços ainda possa ocorrer.

A partir de agora, a ideia é trabalhar com tarifas realistas, sem usar recursos públicos para impedir reajustes. No setor elétrico, por exemplo, a orientação é para que os aumentos sejam bancados pelos consumidores.

Nessa mesma linha, o Tesouro Nacional não vai mais recorrer a manobras fiscais para adiar pagamentos, o que tirou credibilidade da política fiscal nos últimos dois anos do atual governo.

O novo ministro da Fazenda, que assumirá o posto no dia 5 de janeiro de 2015, confia no histórico da economia brasileira, de "reagir rápido" à adoção de medidas certas.

Levy e seu futuro colega Nelson Barbosa (Planejamento) têm buscado deixar claro que o ano que vem será de sacrifícios sem "solavancos", porque a economia brasileira passa por um período difícil, mas não está numa crise aguda e tem condições de voltar a crescer.

A previsão é que o país passe por um período de transição no ano que vem, quando o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) ainda será fraco, mas já esboce uma recuperação mais significativa a partir de 2016.

Para isso, a ideia de Levy e Barbosa é fazer um ajuste fiscal, entre aumento de receita e corte de despesas, da ordem de R$ 50 bilhões em 2015. Entre as medidas estão a volta da cobrança da Cide (contribuição para regular preços de combustíveis), aumento da alíquota de PIS/Cofins sobre importados e mudança na tributação de cosméticos.

O tamanho exato do pacote ainda está em discussão e vai depender da real situação das contas públicas quando a nova equipe assumir.

E ele será seguido de uma segunda etapa, de bloqueio de gastos do Orçamento da União de 2015, que pode superar os R$ 50 bilhões.

Essa decisão final será tomada apenas no próximo ano, depois de o Congresso aprovar o Orçamento da União do ano que vem.

A votação do Orçamento em plenário não acontecerá neste ano.

CREDIBILIDADE
Em suas avaliações sobre a economia no segundo mandato, Levy mostra a preocupação em recuperar a credibilidade da política econômica. Segundo tem confidenciado, o "momento é de formar e orientar as expectativas".

Ele acredita que, fazendo isso, a "economia tende a funcionar direitinho". Sem a necessidade de fazer mágicas ou adotar medidas econômicas extremas. Para isso, tem dito a parlamentares que precisará do apoio deles.

Fonte: Folha de S. Paulo

Bandidos explodem agência do Bradesco em Alegrete do Piauí

Agência do Bradesco - Foto Reprodução.
Bandidos explodiram uma agência do Banco do Bradesco durante a madrugada desta quarta-feira (17), no município de Alegrete do Piauí.

As primeiras informações dão conta que os homens chegaram até o local por volta das 4h da manhã e realizaram a ação. Populares relataram ao GP1 que acordaram assustados com o barulho provocado pela explosão.

Segundo informações do coronel Cordeiro, a quadrilha era formada por cinco homens, que estavam fortemente armados com submetralhadoras.

A quadrilha foi até a agência do Bradesco e usaram dinamites para explodir o local. O caixa eletrônico foi explodido e os bandidos retiraram todo o dinheiro.

O Coronel Cordeiro afirmou que logo após a ação, os bandidos fugiram em um carro Palio de cor preta, com destino ao estado do Pernambuco. Os policias dsa região estão realizando diligências no sentido de conseguir capturar a quadrilha. Ainda não se sabe o valor levado pelos bandidos após a explosão do caixa eletrônico.


Fonte: GP1

 
Todos os direitos reservados © 2014 - FMNews.com.br
Desenvolvido por: Edilson Designer - edilsondidi@r7.com - (89) 9417-8611