Ultimas

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Disputa para deputado federal no PI conta agora com nomes mais fortes

A bancada piauiense na Câmara Federal, em Brasília (DF), pode ter mudanças significativas na legislatura do próximo ano. Entre os cotados para assumir uma vaga naquela Casa estão velhos conhecidos da política local, como o ex-senador Heráclito Fortes, agora filiado ao PSB do governador Wilson Martins.

Mas tem também os chamados ‘sangue novo’ da política local. Representam a perpetuação de antigas e poderosas famílias no poder e entrarão nestas Eleições 2014 com grandes chances. Entre os mais cotados estão a deputada estadual Rejane Dias (PT), o vereador Rodrigo Martins (PSB), o secretário de Infraestrutura Castro Neto (PSB) e o empresário Fábio Fortes (PTdoB).

HERÁCLITO É FORTE
O ex-senador Heráclito Fortes, que deixou o ‘agonizante’ DEM para se filiar ao PSB, deve contar com o apoio do governador Wilsão para retornar a ter um mandato. Heráclito foi acusado pelos adversários, entre eles o vereador Dudu (PT), de ter se filiado ao PSB apenas para ‘montar na garupa’ de Wilsão na tentativa de conseguir uma vaga na Câmara. É um dos políticos que mais tem voto no estado, além de ter dinheiro para bancar uma boa campanha.
                                                                                   

COM OU SEM W.DIAS, REJANE VAI
A deputada Rejane Dias (PT), mulher do senador e pré-candidato a governador Wellington Dias (PT), que já foi primeira-dama do Estado, já manifestou publicamente o desejo de concorrer a uma vaga em Brasília (DF). É algo irreversível, com ou sem W.Dias sendo realmente candidato ao Governo. A candidatura de Rejane, no entanto, é criticada por aqueles que atacam W. Dias de querer criar uma nova oligarquia no poder. Segundo informações, a eleição de Rejane passaria por um acordo com o deputado Nazareno Fonteles (PT), que já informou que não irá concorrer a reeleição. Nazareno é suplente do secretário de Educação, Atila Lira. Fora que é uma forte ameaça à reeleição de uma velha raposa petista, Assis Carvalho.
                                                                               
Rejane Dias (PT) é mulher do senador Wellington Dias (Imagem Reprodução)



RODRIGO MARTINS: CANDIDATO DE WILSÃO
O presidente da Câmara de Vereadores, Rodrigo Martins (PSB), sobrinho do governador, é considerado por Wilsão o herdeiro da família Martins na política. É 'seu candidato'. Rodrigo chegou a assumir a Prefeitura de Teresina durante sete dias, após o prefeito Firmino Filho (PSDB) e o vice Ronney Lustosa (PSD) tirarem férias. Ele é uma aposta do PSB para aumentar a bancada do partido na Câmara Federal. O maior incômodo é o peso que tem a candidatura de dois nomes fortes do partido, que são o próprio Heráclito e o hoje secretário estadual de Educação Átila Lira (PSB), que vai tentar a reeleição.
                                                                               
Rodrigo Martins (PSB) Foto Reprodução
CASTRO NETO SUBSTITUI O PAI
O secretário de Infraestrutura, Castro Neto (PMDB) é mesmo o herdeiro político do pai, o deputado federal Marcelo Castro (PMDB), que está prestes a ser confirmado como o candidato a governador da base aliada de Wilsão. O parlamentar prepara o filho para ocupar sua vaga na Câmara. A maior dificuldade dele é a maneira ainda meio fria. Totalmente diferente do sempre simpático e sorridente pai. A família atribui à timidez e maneira discreta de trabalhar.
                                                                               
Sec. de Infraestrutura, Castro Neto (PMDB) - Foto Reprodução-

ATUAIS DEPUTADOS ESTÃO AMEAÇADOS?
Atualmente, o Piauí é representado na Câmara pelos seguintes dez deputados federais: Iracema Portela (PP), Assis Carvalho (PT), Hugo Napoleão (PSD), Júlio César (PSD), Paes Landim (PTB), Marcelo Castro (PMDB), Nazareno Fonteles (PT), Osmar Júnior (PCdoB), Marllos Sampaio (PMDB) e Jesus Rodrigues (PT). Destes, apenas Nazareno, que é suplente de Átila Lira, não pretende mais se candidatar a vaga na Câmara. Dependendo da formação das chapas proporcionais, alguns nomes, considerados fortes dentro da política local, como Assis e Paes Landim, podem estar com suas candidaturas a reeleição ameaçadas.

Fonte: 180 Graus

         
 
Todos os direitos reservados © 2016 - FMNews.com.br
Contato: (89) 994010353 e (89) 994174202