Ultimas

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Orações, lágrimas e homenagens marcam o 1º ano do assassinato do ex-vereador, Emídio Reis.

“Eu prefiro ser/ essa metamorfose ambulante/ do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.” (Raul Seixas e Paulo Coelho). "Essa citação é a que mais representa o Emídio Reis," soou uma voz na multidão.

A Igreja de N. Sra. da Conceição ficou pequena para tanta gente.
Imagem: Frof. Francisco de Assis
Canto de louvor, oração, lágrimas e homenagens. Muitas homenagens! Assim foi a missa que marcou o primeiro aniversário do bárbaro assassinato do ex-vereador de São Julião, Emídio Reis da Rocha, celebrada pelo padre Antonio Mendes, às 16h desta sexta-feira, 31, na igreja de Nossa Senhora da Conceição, que ficou pequena para tanta gente.

Do relato emocionado da filha, Andressa, que falou em nome dos irmãos, Raul e Caroline, ao poema de Fidélia Rocha, a celebração também foi marcada pela projeção de imagens da vida do político. O cantor Raul Seixas emprestou os versos das músicas: Maluco Beleza, Gitã, Medo da Chuva, Metamorfose Ambulante, Tente outra Vez e Trem das Sete para ilustrar o longo e contundente discurso de Célia Luz, noiva do ex-vereador. O cantor, poeta e ex-prefeito de Belém do Piauí, Jurdan Gomes, apresentou uma música inédita que compôs em homenagem ao falecido.

O evento religioso também teve a participação de lideranças políticas do Estado, como a do Dep. Federal, Marcelo Castro (PMDB/PI). Conforme a programação, já passava das 18h quando uma multidão, vestindo branco, saiu em silêncio pelas principais ruas da cidade manifestando o desejo de paz e justiça.

Fonte: Portalvilanovanoticias
                                                                                       

 
Todos os direitos reservados © 2016 - FMNews.com.br
Contato: (89) 994010353 e (89) 994174202