• ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO
    Juniores do Flamengo comemoram título, o terceiro do clube na Copinha
    Juniores do Flamengo comemoram título, o terceiro do clube na Copinha
O Flamengo conquistou o título (o seu terceiro na Copinha), mas deixou o campo revoltado com a arbitragem, que anulou gol legítimo do time carioca, quando a partida apontava 2 a 0 para os corintianos. O time da Gávea termina a competição de forma invicta, com sete vitórias em nove jogos. O Corinthians também deixa o torneio de maneira invicta.O Corinthians caminhava para seu décimo título da Copa São Paulo de Futebol Juniores. O time alvinegro vencia por 2 a 0 na decisão desta segunda-feira. Mas o Flamengo reagiu de forma heroica no 2º tempo, empatou a partida por 2 a 2 e levou a decisão para as penalidades. Nas cobranças, o Fla venceu por 4 a 3 com grande atuação do goleiro Thiago, que defendeu duas cobranças.

A decisão da taça apresentou duas caras totalmente diferentes. O Corinthians mandou nos 45 min iniciais, abrindo 2 a 0. O Flamengo jogou em alta velocidade na etapa final e reequilibrou a partida.

O Flamengo da Copinha deixa bons valores. Eleito o melhor jogador da Copinha, o atacante Felipe Vizeu pode funcionar como "sombra" de Guerrero no principal. Ágeis, os meio-campistas Paquetá e Matheus Sávio também surgem como opções para Muricy Ramalho no profissional. Thiago, Ronaldo e Cafu foram importantes no torneio.

Para a decisão da Copinha, o Corinthians teve um observador ilustre no camarote do Pacaembu: Tite. A diretoria do clube paulista montou operação para que Tite chegasse em tempo ao jogo. O treinador chegou ao país nesta segunda de manhã após pré-temporada corintiana nos Estados Unidos. Tite foi direto do aeroporto para o Pacaembu.
Eduardo Anizelli/Folha Imagem
Gabriel Vasconcelos celebra primeiro gol do Corinthians na final contra o Flamengo, pela Copinha


Tite queria analisar alguns destaques do time na Copinha, entre eles o volante Maycon, que deve ser aproveitado no elenco principal.


Além de Maycon, o Timãozinho contou com outras peças importantes no torneio. Léo Jabá, Gabriel Vasconcelos e Matheus Pereira já integram o time de cima, embora com poucas oportunidades.

O jogo
Sob forte calor e com mais de 29 mil torcedores, a final começou equilibrada, com os dois times se arriscando pouco na frente nos 15 min iniciais. Cafu quase marcou no início após chute forte no canto; Filipe fez boa defesa.


O Corinthians abriu o marcador aos 19 min com Gabriel Vasconcelos, em uma jogada típica de centroavante. Gabriel matou a bola com pouco espaço na área após cruzamento de Léo Príncipe. De costas para o marcador, o camisa 9 conseguiu virar para o arremate.


A equipe alvinegra não deixou o Flamengo respirar e chegou ao segundo gol seis minutos depois. Gustavo Tocantins arrancou em velocidade e acionou Matheus Pereira. O meia recebeu a bola e chutou cruzado, com força, ampliando a vantagem alvinegra.


Matheus Pereira imitou Sócrates na comemoração do gol.

Em desvantagem, o Flamengo não conseguia aplicar sua principal virtude ofensiva: as infiltrações de Paquetá e Cafu. Artilheiro da Copinha, Vizeu era vigiado pela zaga corintiana. A primeira chegada de Vizeu ao ataque ocorreu aos 34 min, mas o atacante chutou para fora.


O segundo tempo começou com o Flamengo partindo para cima e prejudicado por um erro clamoroso da arbitragem. O assistente Danilo Simon assinalou impedimento em gol de Paquetá. Mas o flamenguista não estava impedido no lance.


Pouco depois do erro da arbitragem, o Flamengo diminuiu com Trindade. O meio-campista aproveitou cruzamento de escanteio e cabeceou para o gol, com 3 min da etapa final.
JUCA RODRIGUES/FRAMEPHOTO/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Matheus Sávio, do Flamengo, comemora gol de empate no tempo normal


O empate ocorreu pouco depois em mais um contragolpe rápido do Flamengo. Matheus Sávio recebeu ótimo passe de Cafu e concluiu cruzado, aos 8min do 2º tempo.


O gol rubro-negro nasceu de um erro de Léo Jabá no ataque. Irritado, Osmar Loss trocou Jabá por Claudinho.


O Flamengo era superior no decorrer do segundo tempo. Paquetá e Cafu escapavam com facilidade da marcação, acionando Vizeu e Sávio. O Corinthians tentava retrucar com Gabriel Vasconcelos.


Os dois times baixaram drasticamente a velocidade nos 25 min finais. O cansaço era evidente. Esgotados, corintianos e flamenguistas esperaram o apito final para decidirem nos pênaltis.


Nas cobranças, o Corinthians perdeu três pênaltis consecutivos (Matheus Pereira, Gabriel e Claudinho). Filipe ainda defendeu duas penalidades (Kleber e Thiago). A última cobrança convertida foi de Patrick, que decretou o 4 a 3.

Ficha técnica

CORINTHIANS 2 (3) X 2 (4) FLAMENGO

Torneio: Copa São Paulo de Futebol Juniores
Local: estádio Pacaembu, São Paulo/SP
Dia: 25 de janeiro de 2016, às 10h
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva
Assistentes: Daniel Ziolli e Danilo Ricardo Simon
Gols: Gabriel Vasconcelos, aos 19min da 1ª etapa, Matheus Pereira, 26min da 1ª etapa; Trindade, 3 min do 2º tempo, Matheus Sávio, aos 8min da 2ª etapa


CORINTHIANS
Filipe; Léo Príncipe, Del´Amore, Dawhan e Guilherme Romao; Warian (Matheus Vargas), Maycon, Matheus Pereira; Léo Jabá (Claudinho), Gustavo Tocantins (Pedrinho) e Gabriel Vasconcelos
Técnico: Osmar Loss


FLAMENGO
Thiago; Thiago Ennes, Dener (Michael), Léo Duarte e Arthur Bonaldo; Ronaldo, Trindade, Matheus Sávio (Kleber), Paquetá e Cafu (Patrick); Felipe Vizeu
Técnico: Zé Ricardo

Fonte: UOL