Ultimas

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Temer anuncia aumento médio de 12,5% para o Bolsa Família

Imagem Reprodução


BRASÍLIA - O presidente interino Michel Temer anuncia um reajuste de 12,5% para o Bolsa Família nesta quarta-feira, em cerimônia no Palácio do Planalto, conforme antecipado pelo colunista do GLOBO Lauro Jardim. Pouco antes de ser afastada, a presidente Dilma Rousseff havia anunciado um aumento de 9%, que não foi formalizado. O reajuste rebate uma das principais críticas da petista, que dizia mesmo antes de deixar o Planalto que Temer cortaria "até 36 milhões" do programa.

O reajuste médio de 12,5% está sendo anunciado nesta quarta-feira para já ser pago no mês de julho. Serão reajustados os benefícios de 13.805.497 pessoas. Em junho, o governo gastou R$ 2,2 bilhões com o Bolsa Família.

Com o decreto, haverá aumento do benefício da linha de extrema pobreza - que passa de R$ 77 para R$ 85 - e pobreza - R$ 154 para R$ 170. A folha de pagamento passará de R$ 2,23 bilhões para R$ 2,5 bilhões.

Na agenda oficial do presidente interino, o evento no fim da manhã desta quarta-feira seria para liberar recursos na educação básica e superior. Uma hora antes de a cerimônia começar, foi acrescentado o anúncio do reajuste do Bolsa Família.

Duas semanas antes de ser afastada da Presidência, Dilma havia anunciado um reajuste de 9% no programa em manifestação no Dia do Trabalho em São Paulo, organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Entretanto, o aumento não aconteceu.

Tereza Campello, ex-ministra do Desenvolvimento Social de Dilma, é a que mais foi convocada por Dilma para atacar a área social do governo Temer. Antes de ser afastada, a petista dizia em discursos a beneficiários que a filosofia da gestão interina seria "os 36 milhões que se virem", em referência a pessoas que seriam excluídas do Bolsa Família.

Fonte: MSN
 
Todos os direitos reservados © 2016 - FMNews.com.br
Contato: (89) 994010353 e (89) 994174202