Ultimas

terça-feira, 28 de junho de 2016

Top 10: com adeus, Messi é mais um craque sem títulos por seleções

Imagem Reprodução
Após a derrota nos pênaltis da Argentina para o Chile na final da Copa América Centenário, nos Estados Unidos, o atacante Messi causou surpresa ao afirmar que não pretende mais jogar pela seleção nacional. Caso esta decisão do jogador se confirme, e ele não mude de ideia, Messi se juntará a grandes jogadores que jamais conquistaram títulos relevantes por suas respectivas seleções, como Zico, Cruyff e Eusébio.
Há um movimento na imprensa argentina para que o craque de apenas 29 anos mude de ideia. A atual vice-campeão mundial está na disputa das eliminatórias para a Copa de 2018, e a competição na Rússia pode ser a próxima chance para Messi quebrar a escrita de jamais ter vencido um torneio pela equipe principal do seu país. Com a camisa albiceleste, ele ganhou a medalha de ouro nas Olimpíadas de 2008 e Mundial Sub-20 em 2005.

Confira abaixo 10 craques que brilharam no futebol mundial, mas não foram campeões por seus países:

Messi - Argentina

Aos 29 anos, Messi sempre deixou claro que seu grande objetivo, depois de ter conquistado tudo pelo Barcelona e vários prêmios individuais, era ser campeão pela Argentina. Bateu na trave várias vezes. Só em finais, foram três consecutivas (Copa do Mundo de 2014, Copa América de 2015 e Copa América Centenário). Decepcionado, o craque disse que não defenderá mais o país. Com a seleção olímpica, ele foi medalha de ouro nos Jogos de 2008. E também conquistou o Mundial Sub-20 em 2005.

Cruyff - Holanda

Maior nome do futebol holandês, e um dos maiores da história, Cruyff também ficou no quase pela Laranja Mecânica. Parte de uma geração que encantou o mundo com um futebol moderno e envolvente, o ex-jogador do Barcelona foi vice-campeão mundial em 1974.

Zico - Brasil

Outro gênio do futebol que não levantou uma grande taça por sua seleção. Zico disputou, entre outras competições, três Copas do Mundo. Em 1982, a Seleção era considerada a melhor equipe, com um futebol que ficou marcado na memória dos torcedores. Mas não levou o título. Em 1986, o Galinho acabou marcado por perder um pênalti contra a França, nas quartas de final. A partida terminou empatada em 1 a 1, e os franceses levaram a melhor na disputa de penalidades. Desta vez, erraram Sócrates e Júlio César.

Roberto Baggio - Itália

Um dos grandes nomes da Itália na década de 90, Baggio literalmente isolou a chance que teve de ser campeão pela Itália. Na final da Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, ele foi o responsável pela última cobrança na disputa de penalidades da Azzurra contra o Brasil, na final. Chutou por cima do gol de Taffarel, e o Brasil ficou com o tetracampeonato.


Eusébio - Portugal

Considerado o maior nome do futebol de Portugal até a explosão de Cristiano Ronaldo, Eusébio era a grande esperança de títulos do país. Jogou muito na Copa do Mundo de 1966, mas a seleção portuguesa caiu na semifinal para a anfitriã Inglaterra e ficou com a terceira posição.

Raúl - Espanha

Ídolo do Real Madrid e um dos maiores artilheiros do futebol espanhol, Raúl não conquistou títulos pela seleção espanhola. Ele acabou fora do "período de ouro" da Fúria, entre 2008 e 2012, quando o então técnico Luis Aragonés não o convocou para a Eurocopa de 2008. A Espanha foi campeã e Raúl nunca mais teve chance de levantar um troféu por seu país.

Beckham - Inglaterra

Referência dentro e fora dos gramados, David Beckham jogou nos principais clubes do mundo como Manchester United, Real Madrid e Milan. Pela seleção inglesa, porém, não esteve perto das conquistas.

Ballack - Alemanha

Ballack teve a chance de jogar em grandes clubes da Europa como Bayern de Munique e Chelsea. Mas pela seleção nacional é da turma do "quase". Por duas vezes esteve perto de ser campeão com a Alemanha, mas foi vice na Copa do Mundo de 2002 (com a derrota para o Brasil por 2 a 0 na final) e vice na Eurocopa de 2008.

Eric Cantona - França 

Um dos grandes e polêmicos ídolos do futebol francês, Cantona jamais deu a volta olímpica pela França. Foi campeão somente na categoria de base, quando conquistou o título da Eurocopa Sub-21 em 1988.

Ibrahimovic - SUÉCIA

Ibra anunciou sua aposentadoria da seleção sueca após a Eurocopa da França. Maior nome do futebol do país, e um dos maiores jogadores em atividade, ele nunca esteve perto de conquistar algo por seu país.  

Fonte: Globoesporte

 
Todos os direitos reservados © 2016 - FMNews.com.br
Contato: (89) 994010353 e (89) 994174202