Ultimas

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Defesa de Dilma afirma que Temer recebeu R$ 1 milhão em campanha

Em entrevista, presidente disse que não tem "nenhuma preocupação" com recurso
Os advogados da ex-presidente Dilma Rousseff afirmam que Michel Temer, vice na campanha de 2015, recebeu R$ 1 milhão da Andrade Gutierrez, uma das empreiteiras investigadas na Lava Jato. A defesa da petista apresentou na segunda-feira (7) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) documentos que apontam o peemedebista como beneficiário dos recursos.
A estratégia da defesa de Dilma é enfraquecer a tese de que as ações do PSDB que pedem a cassação da chapa da ex-presidente com Temer podem ser separadas pelo TSE e julgadas isoladamente. Os advogados da petista sustentam que Temer não apenas recebeu recursos de empreiteiras, como estava ciente do que ocorria na campanha eleitoral à Presidência da República em 2014, justificando, portanto, o julgamento da chapa, e não de Dilma e de Temer.
Segundo a assessoria de Dilma, o advogado Flávio Caetano, coordenador jurídico da campanha de reeleição, apresentou nesta terça-feira (8) ao TSE documentos atestando que o empresário Otávio Azevedo, ex-presidente da Andrade Gutierrez, prestou falso testemunho à Justiça Eleitoral. A defesa de Dilma pediu a abertura de investigação por crime de falso testemunho.
Em depoimento prestado no TSE, o delator Otávio Azevedo declarou que a campanha de Dilma teria recebido como propina, em 10 de julho de 2014, R$ 1 milhão. “A defesa de Dilma demonstrou que o delator prestou falso testemunho, num esforço deliberado de prejudicar a ex-presidenta”, afirma a defesa da petista.
Flávio Caetano juntou aos documentos entregues ao TSE a cópia do cheque, no valor de R$ 1 milhão, depositado diretamente na conta da campanha de Michel Temer em 14 de julho de 2014. O cheque está datado de 10 de julho.
A defesa afirmou, também, que o dinheiro foi transferido eletronicamente pela Andrade Gutierrez à conta da direção nacional do PMDB, que fez depósito do dinheiro por meio de cheque para a conta de campanha de Temer, conforme o recibo anexo. “Nunca houve a transferência do dinheiro do Diretório Nacional do PT para campanha de Dilma, como havia alegado o delator”.
Temer responde que não tem “nenhuma preocupação” com ação no TSEEm entrevista à Rádio Itatiaia, nesta quarta-feira (9), o presidente Michel Temer disse que tentam jogar “em cima do vice-presidente para ver se o vice-presidente é afastado” e garantiu que não tem “nenhuma preocupação” com recurso de defesa de Dilma.
Divulgação
“O que é que fazem aqueles que acham que ainda podem atingir a figura do vice-presidente. Ah, o vice-presidente é responsável, recebeu R$ 1 milhão lá e não disse como recebeu, porque eu estou dizendo que foi espontaneamente concedido à campanha e, portanto, tentam jogar em cima do vice-presidente para ver se o vice-presidente é afastado do Tribunal. Mas isso não acontecerá”, disse Temer.
Fonte: Agência Brasil
 
Todos os direitos reservados © 2016 - FMNews.com.br
Contato: (89) 994010353 e (89) 994174202